Jornal Notícias Populares: Um dos Maiores Exemplos de Jornalismo Sensacionalista

Autores
    Se você mora na Grande São Paulo e acompanha o jornalismo escrito já há algum tempo atrás, certamente deve ter conhecido um famoso Jornal diário chamado Notícias Populares: é aquele mesmo lá que algumas pessoas dizem que quando o torciam saía sangue. Eu era um de seus mais assíduos leitores e hoje me lembrei dele; mas derrepente ele sumiu, o que aconteceu? Pelo que se sabe, ele pertencia ao Grupo Folha (o mesmo que publica a Folha de São Paulo, o Agora São Paulo e que publicava a Folha da tarde); foi criado em 15 de outubro de 1963 e circulou até o dia 20 de janeiro de 2001. Sua principal característica era a sua maneira irreverente de tratar cada assunto, inclusive as piores tragédias e o sofrimento alheio. Inquestionavelmente, essa informalidade que dava um grande toque de humor às notícias foi o que o tornou tão popular. Porém, o seu lado mais negativo era a exploração sensacionalista dos fatos, ou seja: acrescentar falsas informações para tornar as reportagens mais interessantes e, consequentemente, vender mais jornal. Eu, e milhares de outros leitores, o acompanhávamos não por acreditarmos nele, mas sim por acharmos interessantes sua maneira espontânea e natural de se expressar e de publicar imagens sem muita censura. A maior explicação para a sua extinção depois de 37 anos de circulação foi o aparecimento de programas como Aqui Agora no SBT, o 190 Urgente na CNT e o Cidade Alerta na Record, apresentados por sujeitos de sinceridade e bom gosto duvidosos como Wagner Montes, Ratinho, Leão e Datena, os quais também começaram a apresentar reportagens de forma sensacionalista e exagerada; e como a televisão, num país em que o povo não tem muito o hábito da leitura, faz muito mais sucesso, suas vendas caíram drasticamente. O NP, como era conhecido, também enfrentou vários processos judiciais e muitas críticas da imprensa e até da sociedade, e isso também contribuiu para o seu desaparecimento. Também pudera, olha só de que forma ele publicava as notícias:

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: